quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Olha o resultado do sorteio aí gente!!!!

Olá queridas, voltei com o resultado do sorteio....aquele do post anterior, lembram?
Olhem o prêmio que tem 17 papéis:

Concorreram todos os comentários do post anterior:


E a vencedora foi a Lu Oliveira, que acabou de ter um baby lindo, o maior presente da vida dela!!! E ele já chegou trazendo muita sorte, viu?
Lu querida, parabéns pelo sorteio, mas antes de tudo, parabéns pelo filho lindo, que ele cresça com saúde, cercado por todo o amor que vcs forem capazes de oferecer, pq o amor é tão grande que às vezes parece nào caber em nós. Que seu pequeno te encha de alegrias e te dê muitos motivos de orgulho sempre!
Fico aguardando seu e-mail me dizendo para onde envio o seu kit.
Mil beijinhos para todas e aguardem pq a qq momento acontece um sorteio por aqui.

Lu, esse texto é para vc e todas as mamães que passam por aqui. Vi há algum tempo na internet, e não sei quem é o autor, se alguém souber, por favor me avise.

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga.

O instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É levá-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas.

Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampará-lo nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: E se tivesse sido meu filho?

E ante fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observá-lo sentado no chão, brincando com o filho.

É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalhadinha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de mamãe a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê.

Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

9 comentários:

Lany disse...

Lu parabéns!!!

L! benicio disse...

Parabéns Lu! vc merece :D

Solange Fernandes disse...

Parabéns a vencedora! O texto é lindo Mila. Bjs

Sheyla disse...

OI Mila! Muito legal seu sorteio... Parabens a Lu!
Eu tbem tive meu baby ha 20 dias, mas nasceu prematuro e esta na UTI neo-natal. Se tudo der certo, mais uns 20 ou 30 dias ele estara em casa!
AMEI o texto e tentei copiar, mas nao consegui. Seria muito te pedir o favor de me mandar por e-mail?
spr0911@hotmail.com
Muitissimo obrigada!

Dri Noleto disse...

Lu, parabéns pelo nenê e por ter ganho o sorteio!!!

Mila, fiquei tristinha porque tinha deixado um comment aqui e pelo visto ele não ficou...e fiquei fora do sorteio...buááááááá
Beijos!!

Denise Albernaz disse...

Oi Milena.

Estava espiando as novidades da scrap center e resolvi entrar aqui no blog. Sou de Floripa e faço scrap há quase um ano. Já fiz algumas encomendas na scrap center e, como toda mulher, adoro as promoções.
Menina....não acredito que perdi esse sorteio maravilhoso. Tenho certeza que não faltarão oportunidades né?!
Quando tiver um tempinho dá uma passadinha lá no meu blog para conhecer.
(cantinhodadeniseoa@blogspot.com)
Beijos e prazer em conhecê-la.

Aline Fonseca disse...

Que fofo!

Parabéns, Lu! Vinícius pé quente mesmo!!! Hehehehehe

Beijosssssssssssssssssssssssssssssss

Lu Oliveira disse...

AAAAAAAAAmmmmmmmmmeeeeiiiiiiiiiiiiii!!!!!
Amei o texto (tô aqui em lágrimas!!!), amei o que você escreveu pra mim e para o meu gatinho, e amei ter ganho o sorteio!!!! Vinícius vai ganhar muitas páginas com eles... você sabe né... cada carinha fofa, biquinho, sorriso é um flash... e desde que ele chegou já se foram mais de 400 fotos... O LO duplo já está quase pronto... falta só imprimir as fotos...
Já estou te mandando um e-mail!!!!

bjks

Andreia Guidarelli disse...

Aê Lu!!!!! Vini tá dando sorte!!! beijos!!